top of page

Clarividência ou Visão Remota: percepção Além do Alcance

Atualizado: 12 de jul. de 2023


Olho humano misturado a um findo representado o cosmo, cercado de símblos desconhecidos ressaltados na cor azul cintilante.

A mente humana é um universo fascinante, capaz de realizar proezas que muitas vezes desafiam nossa compreensão. Entre essas habilidades extraordinárias está a clarividência, uma capacidade que permite a percepção além dos limites físicos do tempo e do espaço.


Também chamada de visão remota, essa habilidade parece algo que vai além do cérebro e da mente como a ciência convencional explica e talvez esteja mais ligada à consciência, que por si só já é um assunto controverso.


Neste artigo, exploraremos o conceito de clarividência, seus tipos e como essa habilidade intrigante pode ser compreendida. Sou Leonardo Born, escritor de ficção, mistério, adepto da teoria da conspiração e hoje vou te levar pelos confins além da mente, para tentar entendermos esse mistério.


O que é clarividência?

rosto feminino envolto em uma luz alaranjada com um circulo de energia na fronte entre os dois olhos fechados, enquanto emite vibrações de energia que vão de cores quentes até as mais frias, chegando e se misturando ao fundo azul escuro.

A clarividência é frequentemente definida como a capacidade de perceber informações sobre pessoas, eventos ou objetos distantes no tempo ou no espaço, sem o uso dos sentidos físicos convencionais, tais como visão, olfato, tato e paladar.


A palavra "clarividência" deriva do latim "clarus", que significa "claro", e "videre", que significa "ver". Portanto, literalmente, a clarividência é a capacidade de "ver claramente" além dos limites sensoriais comuns.


Quais os tipos de clarividência?


Existem diferentes formas de clarividência, cada uma com suas características distintas. vejamos algumas.


Retrocognitiva

A clarividência retrocognitiva, por exemplo, permite a percepção de eventos passados. É como se a mente do indivíduo tivesse acesso a uma linha do tempo anterior. Voltasse de certa forma ao passado, para ver exatamente o que aconteceu. Muito usado em algumas terapias ligadas à hipnose para curar traumas antigos e dizem que até de vidas passadas.


Precognitiva

Já a clarividência precognitiva é a habilidade de prever eventos futuros, proporcionando uma visão além do presente.Esta é é mais atribuída aos videntes que conseguem enxergar algo que ainda vai acontecer.


Temos vários exemplos neste campo, como Nostradamus e suas profecias, a senhora búlgara e cega Vangelia Pandeva Gushterova, mais conhecida como Baba Vanga que em vida fez diversas profecias , estando entre elas diversas previstas para 2023, como um "desastre nuclear” , a mudança da órbita da Terra, uma tempestade solar que abalaria o clima do planeta e a utilização de uma arma biológica por uma superpotência que causaria centenas de milhares de mortes.


Visão Remota

Há também a clarividência remota ou visão remota como já citei acima, Neste tipo de clarividência, a pessoa é capaz de visualizar locais distantes sem estar presente fisicamente, algo sobre o qual falaremos com mais detalhes logo abaixo.


A visão da ciência sobre o assunto

silhueta de um busto masculino em 3D, feito de traços emaranhados azul cintilante. Na fronte entre os olhos há uma luz branca azulada fosforescente, sobre a qual ondas frequênciais se alternam.

A compreensão científica da clarividência é um tema complexo e ainda em debate. Algumas teorias sugerem que a mente humana possui uma capacidade inata de acessar informações além dos sentidos físicos, através de uma percepção extra sensorial. Essa teoria está ligada à ideia de que somos seres energéticos interconectados com o universo, permitindo a transmissão e recepção de informações em um nível mais sutil.


Como se fizéssemos parte de um todo, assim como explica a mecânica quântica. Essa parte da física explica que, por exemplo, as partículas como os elétrons e fótons se comunicam de uma maneira singular. Seria a comunicação “não local”, que de certa forma era o pior pesadelo de Albert Einstein.


Ele que chama o fenômeno de “comunicação fantasmagórica à distância”, faleceu sem descobrir como tais partículas poderiam se comunicar mais rápido do que a velocidade da luz, mesmo uma estando por exemplo aqui no Brasil e outra á na China.


A comunicação “não local”, de acordo com os físicos teóricos adeptos da mecânica quântica, defendem que na verdade , não existe uma transmissão de uma partícula até a outra. Isso porque não seria preciso, uma vez que todas estão interconectadas. Ou seja, o que é sentido em uma, é refletido na outra de forma instantânea.


Voltando a clarividência, que conforme esses mesmo adeptos da mecânica quântica, usaria o mesmo princípio da comunicação “não local”, a ciência continua a buscar evidências empíricas para comprovar a existência da clarividência.


Muitas pessoas afirmam ter experiências pessoais que apoiam a validade dessa habilidade. Relatos de premonições, visões precisas de eventos distantes e até mesmo a capacidade de ver pessoas ou objetos que não estão presentes fisicamente são comuns entre aqueles que acreditam na clarividência.

A visão espiritual da clarividência

rosto humano masculino representado em traços 3D, flutuando no espaço e saindo de sua fronte uma explosão de energia branca, que contrasta com o espaço.

Além disso, a clarividência é frequentemente associada a práticas espirituais e esotéricas, como a mediunidade e a vidência. Em muitas tradições antigas, a clarividência era considerada uma capacidade divinatória, uma conexão direta com o sagrado. Atualmente, essa habilidade é explorada por muitos como uma ferramenta para a autoexploração, o crescimento espiritual e a orientação pessoal.


Independentemente das crenças individuais, é inegável que a clarividência desperta curiosidade e fascínio. Sua popularidade é evidente na literatura, na arte e no cinema, onde histórias envolvendo poderes psíquicos e visões sobrenaturais são frequentemente retratadas.


Exemplos disso são filmes como "Minority Report - A Nova Lei", estrelado por Tom Cruise. É possível assistir ao filme na Amazon Prime Video. Clique aqui para acessar.


O ator Tom Cruise no filme Minority Report - A Nova Lei, com os braços estendidos para frente, manipulando uma tela virtual exposta no ar.

Na trama o personagem do ator, está à frente de uma delegacia chamada Pré Crime, que usa como métodos de investigação 3 humanos com poderes psíquicos, dados graças ao efeito de drogas aplicadas a eles quando crianças em experimentos. Isso lhes deram a capacidade de antever crimes e assim prender seus responsáveis antes que os executem.


A história tem base em um conto de mesmo nome de ficção científica do aclamado escritor Philip K. Dick. Você também pode encontrá-lo clicando aqui, pois está a venda na Amazon


Em suma, a clarividência é uma habilidade que transcende os limites físicos da percepção humana, permitindo que a mente acesse informações além dos sentidos convencionais.

Agora vamos entrar mais no detalhe de um dos tipos de clarividência, que foi e ainda é explorada por agências de 3 letras dos EUA e até da Rússia.


Visão Remota: Explorando os Limites da Percepção

Silhueta de um homem com as mãos nas têmporas em um fundo azul com diversos rabiscos e anotações em branco os sobrepondo, para representar a visão remota.

No mundo de hoje, onde a tecnologia avança em ritmo acelerado, conceitos como visão remota estão ganhando destaque. Existe até uma escola no Brasil que ensina as pessoas como desenvolver a visão remota. Mas o que exatamente é a visão remota? Vamos explorar esse tema fascinante e descobrir como ele está mudando a forma como percebemos o mundo ao nosso redor.


A visão remota é um fenômeno psíquico que permite a um indivíduo descrever ou obter informações sobre um local ou evento distante, sem utilizar os sentidos físicos convencionais. Também conhecida como visão à distância ou percepção extrassensorial, a visão remota transcende as limitações do espaço e do tempo, permitindo que uma pessoa acesse informações de lugares e momentos que estão além da sua percepção próxima e imediata.


Todos são capazes de desenvolver a visão remota?


Embora a ideia de visão remota possa parecer fantástica ou mesmo fictícia para alguns, há décadas de pesquisa e estudos sérios sobre o assunto. A visão remota tem suas raízes na parapsicologia e foi explorada por cientistas, militares e entusiastas da mente humana, como por exemplo, Russell Targ. Seus defensores acreditam que todos nós possuímos habilidades psíquicas latentes que nos permitem perceber além dos nossos sentidos físicos.


A prática da visão remota geralmente envolve um "visualizador" ou "remoto visual" , como chamam os pesquisadores. Estes, através de técnicas específicas, são capazes de sintonizar sua mente e se conectar com a consciência de um alvo remoto.


O visualizador descreve então suas percepções, que podem incluir imagens, sensações, sons ou até mesmo informações mais sutis. Essas descrições são registradas - normalmente por meio de desenhos simples feitos pelo visualizador - e posteriormente comparadas com os dados reais do alvo para avaliar a precisão da visão remota.


Aplicações da visão remota

um globo representado a terra em 3D se destaca no meio da imagem, que tem de fundo silheta de pessoas feitas de representações binárias de zero e um em um fundo azul escuro com um chão azul claro com traços na hrizontal e vertical para dar profundidade como em um jogo de vídeo game.

Uma das aplicações mais conhecidas da visão remota foi sua utilização pelos militares. Durante a Guerra Fria, os Estados Unidos exploraram a visão remota como uma forma de inteligência não convencional.


O programa Stargate, da Agência de Inteligência de Defesa (DIA), conduziu pesquisas extensas sobre visão remota e treinou visualizadores para obter informações sobre alvos militares estratégicos. Outra agência a utilizar o método foi a CIA que treinou pessoas comuns para desenvolverem a habilidade e espionar alvos para eles.


Além do uso militar, a visão remota também despertou interesse no campo da arqueologia, permitindo que pesquisadores visualizassem locais históricos remotos e fizessem descobertas surpreendentes.


Também tem sido explorada em pesquisas médicas, em que visualizadores remotos são utilizados para obter informações sobre o estado de saúde de um paciente à distância.


Opinião da ciência clássica


No entanto, é importante ressaltar que a visão remota ainda é um tema controverso. Muitos cientistas e céticos questionam sua validade e alegam que as informações obtidas podem ser resultado de sugestão, imaginação ou simplesmente coincidência. A natureza subjetiva das percepções torna difícil avaliar sua precisão de forma objetiva.

Apesar das controvérsias, a visão remota continua a fascinar e intrigar pessoas ao redor do mundo.


Uma boa fonte de material sobre o assunto é o livro Mente sem Limites de Russell Targ, que discorre sobre o assunto, conta como o governo americano usou a visão remota e ainda ensina como se iniciar na prática.


28 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page